segunda-feira, outubro 25, 2010

Amo-te

Quando a vida muda assim tão depressa claro que nos bate a tristeza, bate-nos a incerteza, o medo e tudo o que há de mau. Leva-nos a pensar que poderemos estar a cometer um grande erro como podemos estar a fazer a melhor coisa na nossa vida, só saberemos depois de tentar. Não seria tudo mais simples sabermos de antemão o que vai acontecer, poder mudar tudo à nossa vontade? Podia mas todos sabemos que não era a mesma coisa.
A única coisa que me mete medo não é mudar de casa de vida, é apenas se por algum momento te perder, se por algum momento não quiseres mais viver ao meu lado, acordar e dormir comigo, se não quiseres ficar ao meu lado e aguentar todas as adversidades da vida ou todas as alegrias. Se há coisa que sempre soube é que somos feitos um para o outro, que mais ninguém me preenche como tu. Basta-me um olhar teu para me sentir tranquila ou um pegar de mão e o meu coração sossega e enche-se de forças para continuar. A pior coisa que me poderia acontecer na vida não era mudar de casa, mudar de vida, não era mesmo tu deixares de me amar, porque és tudo para mim porque sem ti não sou ninguém. Confesso que muitos anos da minha vida pensei que não existisses, que não existiria alguém que me preenchesse tanto que se um dia isso fosse possível alguém teria de te inventar mas enganei-me bem enganadinha.
Um dia tu apareceste, de mansinho conquistas-te o meu coração e hoje aqui estou para te dizer que te amo para sempre, que sou tua e que estarei sempre ao teu lado para o que der e vier, na alegria e na tristeza, todos os dias da nossa vida.
Amo-te L. Percebes???

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vá toca a comentar